logo_selop
Atendimento: lojadojardim@jardimdeflores.com.br  -  (13)  3353.5328 Seg. a sex. das 9:00hs às 12:00hs e de 14:00hs às 17:00hs
Acessar Conta
Para acessar sua conta digite seu e-mail e sua senha nos campos abaixo.
Ainda não tem cadastro? Cadastre-se aqui.

Início > Plantas Raras > Corações Entrelaçados - Ceropegia - COLHEITA PROGRAMADA


clique na imagem para ampliar
Mais Fotos
 
Corações Entrelaçados - Ceropegia - COLHEITA PROGRAMADA
Prazo de Entrega: 10 a 15 dias úteis
R$ 28,90



Quer saber o valor do frete?
Entre com seu CEP    
   
Não era o que você procurava?
Envie-nos uma mensagem.
 
 
Características

Corações Entrelaçados - COLHEITA PROGRAMADA

Entenda a Colheita Programada: 

Por serem estruturas vivas de armazenamento de nutrientes para o desenvolvimento das plantas, os bulbos* podem perder sua capacidade reprodutiva se ficarem por muito tempo armazenados em estoque.

Pensando nisso, a Loja do Jardim adotou a Colheita Programada para oferecer bulbos sempre com alta qualidade reprodutiva aos seus clientes. Desta forma, são realizadas colheitas a cada 20 (vinte) dias e, nesses procedimentos, faremos a colheita dos pedidos efetuados dentro deste período. Assim, ao efetuar sua compra, é preciso que o cliente saiba que o prazo de entrega informado ao finalizar seu pedido refere-se apenas ao prazo de entrega dos Correios – ou seja, ao prazo que será contado após a postagem do seu pedido e não do prazo a ser contado da compra até a entrega.  Isso ocorre porque é necessário contabilizar,  além disso, o prazo necessário para colheita e entrada dos produtos em  nosso estoque. Saiba Mais AQUI

Ceropegia woodii é uma planta do gênero Ceropegia, nativa da África do Sul e Zimbábue. Às vezes é tratada como uma subespécie da Ceropegia linearis relacionada, como C. linearis subsp. woodii. Os nomes comuns incluem corações entrelaçados, colar de corações, cordão de corações, rosário, corações em um cordão, coração de estudante e coração de videira.
Em 1881, a espécie foi descoberta pendurada em rochas na Montanha Groenberg, na África do Sul, a uma altitude de 1.800 pés, por John Medley Wood, curador do Jardim Botânico de Durban. Treze anos depois, em 1894, ele enviou uma planta viva para Kew. Essa planta floresceu, fornecendo o material para a Placa 7704 da Revista Botânica de Curtis publicada em 1900. A artista botânica Matilda Smith preparou a placa, enquanto o taxonomista de Kew, NE Brown, produziu uma descrição detalhada, nomeando o planta após seu descobridor.
O tipo de crescimento em cordão, a aparência elegante e delicada, tornavam-na uma planta ideal para cestos pendentes.
Trata-se de uma trepadeira suculenta e perene, que cresce em cordão, podendo atingir até mais de 2 metros de comprimento. Suas folhas têm o formato de coração, com cerca de 1 a 2 cm de largura e comprimento. Quando expostas à luz adequada, as folhas apresentam uma cor verde profundo; sob iluminação insuficiente, as folhas ficam em tom verde claro.
Com o tempo, as raízes e, ocasionalmente, os caules, geralmente desenvolvem pequenos tubérculos. Nos caules, esses tubérculos se formam em nós e são provavelmente a razão do nome popular "rosário".

Em geral, a forma da flor é semelhante às de outras espécies de Ceropegia. A corola atinge 3 cm de comprimento e tem uma coloração mista de esbranquiçado e lilás ou roxo pálido. As cinco pétalas são de um roxo mais profundo.
Ceropegia woodii pode ser cultivada em cestos suspensos, de modo que os longos caules pendentes possam ficar pendurados, com suas folhas espaçadas como uma fileira de contas grandes.
Vários cultivares foram selecionados, alguns com folhas variegadas.

Requer excelente drenagem e nunca deve permanecer na água. O excesso de água deve ser removido do prato após a rega. Recomenda-se o cultivo em locais semi sombreados.

Família: Apocynaceae
Gênero: Ceropegia
Espécie: C. woodii

A planta com suas folhas em formato de pequenos corações, distribuídos em cordão parace uma pequena obra de arte da natureza. Os ramos finos descem em cascasta carregando corações, pequenos tuberculos, flores como se fossem tubinhos e, depois, as mini favas com as sementes em seu interior .

Apesar de não aparentar, é uma espécie suculenta. Com os devidos cuidados no cultivo, ela fica linda o ano todo e as flores exóticas - os pequenos tubos que se colorem de rosa e roxo - surgem na primavera e no verão.

Dicas de Cultivo:

Regas: Geralmente duas vezes por semana são suficientes. Embora seja uma espécie suculenta, essa planta precisa que o substrato esteja levemente úmido e não seque por completo, nem fique encharcado até a próxima rega.

Iluminação: Em locais muito quentes, o cultivo à meia-sombra é ideal. As folhas mescladas com manchas prateadas pedem muita iluminação. Por isso, para que fiquem mais belas, podem receber luz direta do sol somente antes das 9h ou depois das 16h, durante no máximo uma ou duas horas diárias.

ATENÇÃO: Trata-se de uma planta bem delicada. Não recomendamos a opção de envio via PAC. O envio pelo Sedex é mais seguro para manter a integridade da planta.

EMBALAGEM COM 1 (UMA) UNIDADE

Comentários Sobre o Produto

Comentários:

Este produto ainda não foi comentado:Seja o primeiro.

Perguntas Sobre o Produto
Pergunta:
Nome:
Email:
Estado:
 
 
 
Digite acima sua dúvida e clique em perguntar!
 

Produtos Relacionados